Humanize, UNESCO, Fundação Roberto Marinho e Canal Futura promovem webinar que vai debater o racismo e a discriminação no país

Seminário online promovido pela UNESCO reúne especialistas sobre educação antirracista (Foto: UNESCO/ Divulgação)

25 de novembro de 2020

A UNESCO no Brasil, em parceria com o Humanize, a Fundação Roberto Marinho e o Canal Futura, realiza nesta quinta-feira (26), às 15h, o webinar “História Geral da África (HGA) e discriminação racial: o que mudou no Brasil?”. O evento virtual faz parte das comemorações pelo Dia da Consciência Negra no Brasil e marca o lançamento em português da nova edição da Coleção História Geral da África (Coleção HGA), além de discutir temas relacionados ao racismo e à discriminação no país.

A Coleção HGA, publicada pela UNESCO a partir dos anos 1980, ainda hoje é uma das principais obras de referência sobre a história da África. Produzida ao longo de 30 anos por mais de 350 especialistas das mais variadas áreas do conhecimento, a coleção conta agora com uma nova edição em língua portuguesa, fruto da parceria entre a UNESCO no Brasil e o Humanize. Além de oferecer um material de alta qualidade para pesquisadores, o acervo serve de base para a criação de materiais pedagógicos e para a utilização de estudantes em sala de aula. A obra, que será distribuída a todas as bibliotecas de universidades públicas do país, é uma contribuição fundamental para disseminar no Brasil a descolonização intelectual pela qual passa o estudo da história africana.

Desde o lançamento da primeira edição da Coleção HGA, novos desafios vêm se apresentando no contexto brasileiro e para a ampla difusão e aproveitamento da obra. Para discutir esse recente cenário, o webinar contará com a participação da Diretora e Representante da UNESCO no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto; a diretora executiva do Instituto Humanize, Georgia Pessoa; o coordenador de programação da Fundação Roberto Marinho, Acácio Jacinto; a cientista política, Fernanda Barros; a professora, Gina Pontes; a comunicóloga antirracista, Katiúcha Watuze; e o ator Orlando Caldeira. Valéria Almeida, jornalista e apresentadora da Rede Globo, será a responsável pela mediação.

 

O webinar “História Geral da África (HGA) e discriminação racial: o que mudou no Brasil?” poderá ser acompanhado ao vivo pelo canal da UNESCO no YouTube.